O Amor Nos Tempos de Like!

11/06/2018
Por GuiMargutti do CafédaAlice

 Amanhã é dia dos Namorados.

 Uma data que o comércio elegeu para vender mais? Também!

Mas, podemos pensar que é uma data especial para que a gente faça uma avaliação de como estamos cuidando de quem a gente ama.  E também se estamos sendo cuidados.

Creio que nessa era digital e onde tudo é muito rápido, seja bem mais difícil estar num relacionamento, do que era há 20 ou 30 anos atrás. 

Estávamos conversando esses dias, eu e minha amiga Gui Margutti,  (vocês já ouviram muito falar dela, nas minhas redes, rs)... Estávamos falando sobre como parece haver uma geração confusa no que diz respeito a estar num relacionamento.

 O tal do amor no tempos dos likes. Claro que muita gente, assim como eu, vive do trabalho feito nas redes sociais. Mas, existe aí uma confusão do que realmente é verdadeiro para ser mostrado e do que é apenas ego.

Quero dividir com vocês, uma crônica lá do Café da Alice!



Leiam, por favor!


 O start para este post, não teve nada a ver com dia dos namorados. Mas, hoje, ao ouvir uma musica da Fernanda Brum, comecei a refletir...
A canção que tinha uma reflexão, assim:" Quem Já Mergulhou Em Águas Mais Profundas, Não Sabe Viver Somente na Superficialidade! 
 A internet está infestada de declarações públicas de afeto. Quem sabe a maioria até seja amor de verdade!
 Porém, tem gente que ama tão intensamente e publicamente, que me faz desconfiar.  Eu não sou contra a externar o amor e nem sou fiscal da vida dos outros, eu sou apenas mais uma daquelas que desconfia quando a esmola é demais..  
 Eu adoro fotos de amor e declarações fofas na rede. O que me preocupa é que parece haver uma carência de aprovação alheia, quase doentia.
 As relações parecem viver cada vez mais de aparência e menos de amor.  Há um apelo tão grande ao superficial. As pessoas parecem se importar mais com a aprovação externa, e não com o que elas próprias sentem sobre  a relação a que vivem.
 Você deve conhecer essa história: "Era uma vez um casal apaixonado que tinha um facebook... Terminaram 5 meses depois do primeiro post... Passaram 3 dias apagando 60 fotos." 

 Ah, me desculpe se esse post parece um pouco ranzinza demais. 

Mas, quem é de verdade tem medo de viver num mundo raso assim; não tem?

 A impressão que tenho é que continue lendo Clique Aqui


Comentários via Facebook

0 comentários:

INSTAGRAM

INSTAGRAM

© Fran Adorno – Desenvolvimento com por